?

Log in

FIC PRESENTE PARA KORE!!

Título: O que acontece a meia-noite...sempre
Autor: Constant Mad
Fandon: Batman
Shipp: Bruce/Joker
Censura: pg-13
Disclameir: Não são meus, se fosse Arkhan teria escândalos deliciosos para contar.
Resumo: Devia ser mais uma luta entre o Cavaleiro das Trevas e o Principe palhaço do crime, devia...

Fic feita para korekan

Sigam o bat-sinal!Collapse )

Bruce/Joker

O que desesperadamente amamos

 

O que desesperadamente amamos

Não vem da morte negra e nem de sono

Vem da insônia da vida e do furta-cor do assombro

O que desesperadamente amamos

Tem partes de apenas sangue e nenhum corpo

Mas é homem e mulher: um como a sombra do outro

O que desesperadamente amamos

Nem ao menos amamos com a clarividência

Amamos porque blasfemamos aos poucos

O que desesperadamente amamos

Dissolve-se como o caos penetrado de harmonia

E se coagula também nos amando.

SONHOS

ACORDADOS

Título: Acordados (1º parte)
Autor/Artista: Constant-Mad
Categoria (gen, het ou slash): Slash
Classificação PG-13, mas fica NC-17 em outros capítulos
Personagens ou Casais: Tom/Albus, Albus/Gellert, Tom/Harry, Harry/Draco, Harry/Gina.
Notas: UA ou AU, ou...tanto faz">
Dedicado a Kore, que me fez adorar este casal.

Read more...Collapse )

PEQUENOS ROMANCES COM COMEÇO E SEM FIM

 

Título: O biografo do Prince
Autor: Constant-Mad

Beta: Kore
Categoria: Slash
Classificação: PG-13
Casais: Snape/Lockhart
Resumo: Severus não consegue escrever a história de sua vida e seu tempo está acabando...

Disclaimer: todos moram num armário embaixo da escada na casa de uma loura má, às vezes, a gente tira eles de lá.

 

Snape e Lockhart

 

Severus Snape sabia bem de sua orientação sexual. Era bi.

“Uma coisa que adoro neste mundo de imbecis é que há dois sexos opostos: um para o dia e outro para a noite. Assim, no amanhecer de minha vida fui apaixonado por uma mulher linda, radiante, impiedosa. E do mesmo modo foi o crepúsculo.” Ele enfiou a cara no livro e não quis mais ler uma única página da sua autobiografia. Como sabia que seu fim estava garantido (ele era o gancho entre inimigos), precisava registrar seus feitos de homem inteligente. Tentou mais uma vez: “Como bom bruxo, e Mestre de Poções por mais de 15 anos, nunca recebi uma única Ordem de Merlim, uma medalhinha de dois sicles sequer.” Estava indo bem – deu um sorriso, revelando, para o espelho diante de si, dentes tortos e amarelos. Lançou a pena na mesa. Isto não estava bem, precisava de um biografo. Alguém com talento real para a construção de uma auto-imagem. Dumbledore tinha a sua biografia, todos os grandes bruxos tinham. O Lord das Trevas teria um lugar reservado, onde o olhariam com desprezo e admiração e até o irritante Potter já possuía uma página na história bruxa. E ele? Morreria anônimo? Era melhor arriscar tudo, o tempo era curto. Assim, Severus Snape se dirigiu a Saint Mungus, atrás do único homem que conhecia para ajudá-lo.

Gilderoy Lockhart olhou incrédulo para o homem a sua frente. “Vamos, Lockhart, sei que você não está mais desmemoriado.” E Lockhart, juntamente com fotografias bem sadias e animadas, deu o seu sorriso mais charmoso. “Oh! Não o engano mesmo, Sevie.” Snape não quis conversa mole, disse de uma vez o que queria. Lockhart ficou encantado com a tarefa, a única coisa que pediu foi que Snape viesse todas as noites para lhe contar mais sobre a sua vida. E assim foi feito. Snape aproveitava e contava para Gilderoy todos os tormentos: de, a cada segundo, se sentir um futuro petisco para Nagini.

Lockhart começou a escrever, sua pena de pavão estava escrevendo a vida de um bruxo que se dedicou às sombras. Perguntou se Snape queria “com floreios ou sem floreios” a sua existência. Snape pediu algo simples, sóbrio, mas que demonstrasse que ele não foi apenas usado, que ficasse claro, que sempre agiu por vontade própria e até ajudando a manipular os outros. Lockhart perguntou se a parte sobre a “orientação sexual” devia permanecer, e completou que Severus precisava enfatizar melhor suas qualidades “físicas”. “E acrescente – disse Snape, sem lhe dar ouvidos – foi professor de DADA e Diretor de Hogwarts.” Para Lockhart uma biografia destas seria um sucesso. Um dia, Severus não foi mais e Gilderoy recebeu a triste notícia da morte do professor de poções. Estava mesmo confuso com as tantas e tantas folhas que haviam escrito juntos (dariam pelos menos sete volumes), e toda aquela vida, entre o egoísmo e o altruísmo, do seu ex-namorado, do seu príncipe. Mas, algo ficou incompleto. Olhou mais uma vez as primeiras linhas – nunca saberia o que Sevie sentiu por ele realmente. Ele, certamente, mandaria publicar cada palavra. Seus olhos pararam na frase “E do mesmo modo foi o crepúsculo”. 

 

 

PEQUENOS ROMANCES COM COMEÇO E SEM FIM

constant_mad 

Título: O rei e a fada
Autor: Constant-Mad

Beta: Kore
Categoria: Slash
Classificação: PG-13
Casais: RonCo (Ron/Draco)
Resumo: Uma estrela cadente; alguns sonhos...
Disclaimer: todos moram num armário embaixo da escada na casa de uma loura má, às vezes, a gente tira eles de lá.

 

Ron e Draco

 

Como já dizem que herdado não é roubado, houve uma atração impiedosa entre o filho caçula dos Weasley e o filho único dos Malfoy. Claro que Ron, no começo imaginou que era apenas desprezo o que sentia pela “doninha quicante” e Draco gritava para quem quisesse ouvir que a repulsa por “Weasley é nosso rei!”, corria em seu sangue. Toda esta inimizade escondia um sentimento bem diverso do apresentado. Na verdade Draco se imaginou abraçado por Ron com aquelas mangas puídas no Baile de Inverno, e Ron pensou que se Draco não era parente de veela, ele não era o melhor amigo do herói. Não foi tão ao acaso, como eles queriam imaginar, que os dois se encontraram no jardim, na mesma hora e olhando a mesma estrela cadente. “Malfoy?” “Weasel?” Ambos fingiram espanto - seus pais faziam bem melhor, é verdade, mas ocorria que os filhos eram mais ingênuos.

Eles fizeram um pedido.

Ron sonhava, ele era um rei “de coroa prateada nos cabelos vermelhos e uma espada chamada excal...alguma coisa, em minha mão” - isso ele contou a Harry Potter no dia seguinte, mas não contou o resto....

Draco também não quis contar o que sonhou, muito menos a Crabbe e Goyle, que era ...ó Merlim, que constrangedor!, a própria Fada Morgana. Tudo bem, que vovô Abraxas apontava o dedo de dragão para aquela árvore genealógica cheia dos bruxos e bruxas perversos e enjoados que eram seus antepassados...

Como uma estrela cadente no mundo bruxo tem efeitos nefastos, se as pessoas envolvidas fazem pedidos ao mesmo tempo, Ron e Draco realizaram os seus desejos. Despertaram o dragão que dormia bem no fundo do coração de cada um.

................................................................................................................................................

Pequenos romances com começo e sem fim

Título: Um dia no circo
Autor: Constant-Mad
Beta: Kore
Categoria: Slash
Classificação: PG-13
Personagens: A família Crouch e Moody.
Resumo: As vontade de Barty jr estão cada vez mais impossiveis...
Disclaimer: Todos moram num armário embaixo da escada na casa de uma loura má, as vezes a gente tira eles de lá.

Moody e Barty Jr.Collapse )

PEQUENOS ROMANCES COM COMEÇO E SEM FIM

Título: O dragão do espinheiro
Autor: Constant-Mad
Beta: Kore
Categoria: Slash
Classificação: PG-13
Casais: LuAr (Lucius/Arthur)
Resumo: O passado de Lucius e Arthur
Disclaimer: Todos moram num armário embaixo da escada na casa de uma loura má, as vezes a gente tira eles de lá.


Arthur e LuciusCollapse )

Oct. 15th, 2005

Welcome! Welcome!
Bem-vindos ao meu livejournal!
Estou encerrando as atividades, mas não para sempre...

A VIGILÂNCIA CONSTANTE NUNCA ESTÁ AUSENTE ~_____@